Assembleia de Deus
Assembleia de Deus
Ministério Belém
Setor 06 - Congregação Moema
Pastor Presidente José Wellington Bezerra da Costa

Estudos Bíblicos > A Ceia do Senhor

A Ceia do Senhor ( I Co 11:23-34 )

 

 

 

1- Propósito da ceia

- Celebrar a nova aliança

 - Promover a união fraternal

- Outras alianças

 1 - Adâmica (Gn 1:26-31)

 2 - Noética (Gn 9:1-13)

 3 – Abrâmica (Gn 12:1-3)

 4 – Mosaica (Ex 3:1-14)

 5 – Davidica (I Sm 2:35,36; 16:1-33)

 6 – Promessa de uma n ova aliança (Jr 31:31-33)

 7 – Cristocêntrica ou Nova Aliança

- Versículos semelhantes:

Dt 4:9 – Tão-somente guarda-te a ti mesmo e guarda bem a tua alma, que te não esqueças daquelas coisas que os teus olhos têm visto, e se não apartem do teu coração todos os dias da tua vida, e as farás saber a teus filhos e aos filhos de teus filhos.

Lc 21:34 - E olhai por vós, para que não aconteça que o vosso coração se carregue de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia.

ICo 11:28 - Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão, e beba deste cálice.

ITm 4:16 -  Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina; persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.

IIJo 8 - Olhai por vós mesmos, para que não percamos o que temos ganhado; antes, recebamos o inteiro galardão.

* Examine-se = revisão anterior ou auto-julgamento.

 

2 - A ceia na igreja primitiva

At 2:42 - E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.

ICo 10:16 - Porventura, o cálice de bênção que abençoamos não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é, porventura, a comunhão do corpo de Cristo?

ICo 10:21 - Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.

 

3 - O pão da vida

- Jo 6:48-58

48 - Eu sou o pão da vida.

49 - Vossos pais comeram o maná no deserto e morreram.

50 - Este é o pão que desce do céu, para que o que dele comer não morra.

51 - Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer desse pão, viverá para sempre; e o pão que eu deré a minha carne, que eu darei pela vida do mundo.

52 - Disputavam, pois, os judeus entre si, dizendo: Como nos pode dar este a sua carne a comer?

53 - Jesus, pois, lhes disse: Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do Homeme não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos.

54 - Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último Dia.

55 - Porque a minha carne verdadeiramente é comida, e o meu sangue verdadeiramente é bebida.

56 - Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim, e eu, nele.

57 - Assim como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo pelo Pai, assim quem de mim se alimenta também viverá por mim.

58 - Este é o pão que desceu do céu; não é o caso de vossos pais, que comeram o maná e morreram; quem comer este pão viverá para sempre.

 

4 - A refeição no Antigo Testamento

As festas e sacrifícios geralmente se vinculavam como refeições religiosas (Dt 12:7).

- Comendo diante do Senhor e se alegrando;

- Comunhão à mesa liga o homem a Deus e diante de Deus;

- Ex:18:12 - Então, tomou Jetro, o sogro de Moisés, holocausto e sacrifícios para Deus; e veio Arão, e todos os anciãos de Israel, para comerem pão com o sogro de Moisés diante de Deus.

O sogro de Moises diante de Deus:

- Moises, seu sogro e os anciãos firmaram sua associação.

- Era detestável quebrar a comunhão da mes.

- Sl 41:9 - Até o meu próprio amigo íntimo, em quem eu tanto confiava, que comia do meu pão, levantou contra mim o seu calcanhar.

- Refeição da pascoa:

O chefe do lar matava um cordeiro ou um cabrito de um ano ao por do sol entre o “Entardecer e a Escuridão”.

Ex 12:5 - O cordeiro, ou cabrito, será sem mácula, um macho de um ano, o qual tomareis das ovelhas ou das cabras

12.6 - e o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês, e todo o ajuntamento da congregação de Israel o sacrificará à tarde.

12.7 - E tomarão do sangue e pô-lo-ão em ambas as ombreiras e na verga da porta, nas casas em que o comerem.

12.8 - E naquela noite comerão a carne assada no fogo, com pães asmos; com ervas amargosas a comerão.

12.9 - Não comereis dele nada cru, nem cozido em água, senão assado ao fogo; a cabeça com os pés e com a fressura.

* As casas marcadas com o sangue foram poupadas quando o anjo da matança veio sobre o Egito; foram redimidos da escravidão do Egito.

*  Ex 12:42 - Esta noite se guardará ao SENHOR, porque nela os tirou da terra do Egito; esta é a noite do SENHOR, que devem guardar todos os filhos de Israel nas suas gerações.

* O Messias vem na noite da páscoa (provérbio antigo).

* Participar da mesa significa participar da mesa de Jeová.

- Orações no início das refeições e ações de graças no fim, eram feitas pelo chefe do lar quando tomava o pão e o levantava pronunciando sobre eles as bençãos em nome de todos os presentas. Depois quebrava o pão que abençoara e cada pessoa sentada à mesa recebia um pedaço. Seguia-se uma benção após a refeição. O chefe do lar pegava uma taça de vinho, a “taça da benção” (Ico 10:16), pronunciava uma benção em favor de todos os presentes e depois todos bebiam da taça da benção.

- A benção da santificação;

- A benção para a festa;

- A primeira taça (giddus);

- O primeiro prato (karpas) que consistia em ervas amargas e um suco de frutas, comia-se sem pão;

- A segunda taça era misturada com água e era trazida à mesa.

 

5 - A Liturgia da pascoa

O chefe do lar explicava os aspectos especiais da refeição da Pascoa (Ex 12:26,27).

Ex 12:26-27 - E acontecerá que, quando vossos filhos vos disserem: Que culto é este vosso? Então, direis: Este é o sacrifício da Páscoa ao SENHOR, que passou as casas dos filhos de Israel no Egito, quando feriu aos egípcios e livrou as nossas casas. Então, o povo inclinou-se e adorou.

Proclamava o esboço da história (a haggadah) e cantavam a primeira parte do Hallel da Pascoa (Sl 113-114), depois bebiam a segunda taça (a taça haggadah).

A refeição principal era servida depois que o chefe do lar pronunciava uma benção sobre o pão asmo e comiam com o cordeiro da Pascoa e de pães asmos. Após a benção bebiam a terceira taça ( a taça da benção )

 

Conclusão

Cantava-se a segunda parte do Hallel (Sl 115-1158). Pronunciava-se a benção sobre a quarta taça (a taça do Hallel.

O pão e o vinho são elementos que não podem representar e nem substituir o corpo e o sangue de Jesus. O que foi ensinado pelo nosso Senhor em João 6 trata-se de uma realidade espiritual.

O alimento e a bebida da eucaristia são fisicamente o “pão e o vinho” e espiritualmente a carne e o sangue.

Quando o Senhor diz este é o meu corpo estava dizendo: “Este é o meu morrer por muitos”. Deus entregou seu próprio filho por todos nós (Rm 8:32).

Este é o meu corpo (Mc 14:22), é o meu morrer por muitos ou “isto sou eu mesmo”.

A morte do Senhor foi vicária e expiatória para o perdão dos pecados, então a ceia do Senhor é uma expressão presente de perdão.

O cálice é a nova aliança baseada no sangue.

Vivamos nesta benção escatológica até que Ele venha.

Jo 10:17,18 - Por isso, o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar e poder para tornar a tomá-la. Esse mandamento recebi de meu Pai.

Jo 10: 28 - e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará das minhas mãos.

 

A ceia do Senhor aponta para o futuro para a grande refeição quando o plano eterno de Deus tiver sido cumprido e o seu povo remido para a habitação celestial. Vivamos nesta esperança.

 

Pastor Osmário.

 

 




Confira Também:

O Ministério de Evangelista
O nascimento, vida, paixão, morte e ressurreição do Senhor Jesus Cristo foram segundo às Escrituras
Dons do Poder
Homenagem ao Pastor Osmário pelo seu aniversário - 14/05/2011
Dons da Elocução
As dez portas de Jerusalém
Copyright © Assembleia de Deus - 2010 - 2019 - Todos os direitos reservados.
Av. Jacutinga, 154 - Cep: 04515-030 - Moema
Validado em  XHTML