Assembleia de Deus
Assembleia de Deus
Ministério Belém
Setor 06 - Congregação Moema
Pastor Presidente José Wellington Bezerra da Costa

Estudos Bíblicos > Charles G. Finney (1792-1875) - Pai do avivalismo moderno

A conversão de Charles Finney lembra algo em Atos. Sob profunda convicção das Escrituras e sendo tratado pelo Espírito Santo, ele prometeu em uma note de domingo, no outono de 1821, resolver a questão da salvação de sua alma de uma vez, se possível, para fazer as pazes com Deus.

Nos dois dias seguintes, sua convicção aumentou, mas Finney não conseguia orar nem chorar. Achava que, se pudesse ficar sozinho e clamar a Deus em voz alta, algo poderia acontecer. Na terça-feira à noite, ficou tão nervoso que achou que mergulharia no inferno, mas sobreviveu até a manhã seguinte.

Enquanto se arrumava para o trabalho, Finney foi subitamente confrontado por uma voz interior. Ela prendeu sua atenção até ele chegar à frente de seu escritório e dizer: "O que você está esperando? Praticar sua própria justiça?".

Toda a essência da conversão se abriu para Finney ali naquilo que ele chamou de maravilhosa relação: a obra consumada de Cristo e a necessidade de renunciar aos seus pecados e submeter-se à justiça de Deus. A voz continuou: "Você aceitará a justiça de Deus hoje?" E Finney prometeu: "Sim, irei aceitá-la hoje ou morrerei tentando".

Atravessando às escondidas uma colina em direção a um pequeno bosque onde gostava de passear e evitando qualquer pessoa que pudesse perguntar o que ele estava fazendo, o jovem advogado travou uma batalha com seu orgulho. Por várias vezes tentou orar, mas o barulho das folhas o fez parar de repente; ele pensou que alguém estivesse vindo e iria vê-lo em sua tentativa de falar com Deus. Finalmente, à beira do desespero, pensando que sua promessa precipitada e sua dureza de coração houvessem entrestecido o Espirito Santo, Finney teve uma súbita percepção de seu orgulho:

A terrível percepção de meu pecado de sentir vergonha se alguém me encontrasse de joelhos diante de Deus se apoderou de tal maneira de mim que clamei com toda a força de meus pulmões. [...] Eu não deixaria aquele lugar nem que todos os homens da terra e todos os demônios do inferno me cercassem. [...] O pecado parecia horrendo, infinito. Quebrantei-me diante do Senhor.

Naquele momento, um versículo das Escrituras parecia ter pingado em sua mente como uma torrente de luz: "Então, me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. E buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração" (Jr 29:12,13). Ele veio a Finney como que o rio da revelação, embora o jovem não tenha se lembrado de tê-lo lido. Para ele, aquele versículo fez a fé passar do intelecto para a escolha; Finney soube que um Deus que não podia mentir havia falado com ele e que sua promessa  [naquela noite de domingo] foi ouvida.

 

(William "Winkie" Pratney)

Texto extraído da Bíbilia de Estudo "Desperamento Espiritual" da Editora Central Gospel



Confira Também:

O nascimento, vida, paixão, morte e ressurreição do Senhor Jesus Cristo foram segundo às Escrituras
As dez portas de Jerusalém
O Ministério de Apóstolo
Pentecostes
Dons da Elocução
O Ministério de Profeta
Copyright © Assembleia de Deus - 2010 - 2019 - Todos os direitos reservados.
Av. Jacutinga, 154 - Cep: 04515-030 - Moema
Validado em  XHTML